quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Maduro

Vede! O fruto da vide ainda está verde. Verde! É sempre verde o fruto da vida. 02.01.2008- 06h10min

Um comentário:

orlando reis disse...

A esteira do tempo é infinita, daí o fruto da vida ser semeado e colhido sucessivamente; a cada colheita ele se torna mais puro; a esperança é seu o adubo. Sucesso!