terça-feira, 29 de abril de 2008

SIM ou NÃO?

Quem ousaria dizer SIM? Com quantas luas se faz uma vida? Com quantas vidas se abre um portão? Quem ousaria dizer NÃO? Com quantas vozes se entoa a canção? Com quantas chaves se assina à mão? Quem ousaria dizer SIM? Quem com flores fere com mágoas será ferido? Em casa de professora caneta nunca tem tinta? Quem ousaria dizer NÃO? Amar e perdoar, é só começar? O que o coração não sente, os olhos fingem não ver? Quem ousaria dizer SIM? Em terra de videntes, têm espaço os cegos? Crocodilo chora? E político, depois da eleição? Quem ousaria dizer NÃO? Ou SIM, ou TALVEZ? Quem ousaria dizer? Quem ousaria? Quem não? Talvez. 29.04.2008 - 23h04min

8 comentários:

© efeneto disse...

Se a mágoa é um dom
duma vontade traída
humilhada e colorida,
que a experiência vivida
nos oferece com desdém...
se a mágoa é tudo isso,
eu não quero ser diferente
Prefiro não ser ninguém.
Prefiro agradecer a sua amizade
e fidelidade para com o Ø G®¡†ö ðö Þöë†ä.
Um fim-de-semana com amizade e G®¡†ös
É já agora com Þöësiä.

Anderson Sutherland disse...

Sim e não...Eternos na certeza ou na ilusão...

Anderson Sutherland

Anderson Sutherland disse...

Já não bastava a beleza das vossas palavras expressas num minimalismo puro, autêntico e cativante...


Encontro aqui, através da Amiga Nath, as poesias...

Outrora, quisera eu saber encontrar e ou somente ver onde fica esse tal de dom; somente para olhar e dizer:existe em minh´Alma, o dom...

Lindíssimas Poesias!

Anderson Sutherland

Anônimo disse...

Me parece precioso tu blog, un saludo desde españa.
agenciatipos.blogspot.com

agenciatipos.blogspot.com disse...

me parece un blog precioso,me encantan tus poesias. un saludo desde españa.

Roberto Amezquita disse...

Con todas y con ninguna, con el asomo fractal de voz simultanea y multiple del interior cauce el ningunlado, el camino que no puede ser andado eppur si se anda no tiempo no espacio no nada...

Martha Barbosa disse...

Suas poesias minha amiga, cada vez mais belas, Tocam fundo minha alma. beijos ,saudades.Tenho postagem nova. Apareça por lá. beijos

Martha Barbosa disse...

Suas poesias minha amiga, cada vez mais belas, Tocam fundo minha alma. beijos ,saudades.Tenho postagem nova. Apareça por lá. beijos