sábado, 18 de junho de 2011

Epígrafe

Mancho a folha vazia
escarneço do sistema
libero o estado de sítio
violento o instinto
açoito o sentimento
alimento a continuidade
num espaço que desconheço:
o da mente sã.







18.06.2011 - 01h20min

Um comentário:

Fabricio Martines Alves disse...

Voce quebra tudo e não ta prosa guria. E ai da regra que se colocar na tua frente. Bjs.