quarta-feira, 9 de abril de 2008

O Muro

Desejei uma imagem

poeticamente colorida.


A vida despertou-me do sonho


e entregou, de bandeja,


um muro


poeticamente dolorido...














09.04.2008 - 01h51min

Um comentário:

Nath disse...

Enquanto eu tento formar imagens por entre as pedras, uma delas, pequenina, despenca de bem lá de cima
do muro, bem no meio da minha testa. Isso machuca e, por um tempo, esqueço-me de procurar a formas bonitas em uma imagem abstrata.
Mas só por um tempo.
Logo volto a tentar.