quarta-feira, 9 de abril de 2008

Igualdade? Ah, não!

Não quero saber de unanimidade quero a discordância, a discussão, o desafio, a generosidade. Eu quero isso que a gente está perdendo de tanto inventar a igualdade. Eu quero, eu preciso, eu acredito, é na diversidade... Aos 9 minutos do dia 09 de abril de 2008

Um comentário:

Nath disse...

1-Então é assim que penso.
2-Ah, é verdade, você está certa.
1-Não, não diga isso, por favor. Não é pra concordar. O que penso aplica-se a mim.
2-Mas se eu concordo, você não pode fazer nada.
1-Eu não tenho a pretensão de fazer você concordar comigo. Eu só queria expor meu ponto.
...
Dizer o que se pensa é tão relativo.
Digo que acho certo. Mas o que penso que acho certo eu só posso aplicar a MIM.
O que te condiz, condiz a ti.
O que te convém, convém a ti.
E ponto.