quinta-feira, 8 de maio de 2008

Bússola


Pra que lado fica

a saída da saudade?

Em que rua eu entro

pra encontrar o começo

da meada de delícias

que cabe inteira

na minha mão direita?

Qual é o endereço

do meu sonho mais precioso?

Essa linha de ônibus

passa pelo teu corpo?

O Norte fica na minha frente

se eu estiver atrás de ti?

O Sul é pra cima,

pra baixo

ou pra trás da vida?

Será o meu Sul

o teu Norte?


Na falta de uma bússola,

proponho olhos fechados,

um giro sobre o próprio eixo

e um demorado desmaio.

Depois disso, um longo beijo.



E nenhuma direção

será mais importante

que a que me leva ao teu coração...






08.05.2008 - 20h54min


2 comentários:

Marcelo disse...

Estou encantado com esta sua poesia, eu literalmente consegui sentir ela.
um grande abraço!

Mary Ramos disse...

Que linda poesia Simone...

Continue escrevendo o mundo tb precisa conhecer a sua obra prima.

Beijos MARIVANIA.