sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

VITÓRIA

Os seres são lutas
nenhuma delas igual
fases de lua
faces cruas
dores cruéis
medos fundados
em difíceis e intermináveis
dias fatais.
Mas o sol permanece
no calor do abraço irmão
e aquece
e aquiesce
e aquieta
e faz saber que a batalha
inda que árdua
inda que estéril
inda que só cansaço e dor
um dia amanhece...
Escuta:
há um canto de colibri
no teu quintal...
20.02.2009 - 21h30min

3 comentários:

Regiane"Carrie"Alencar disse...

Eu sempre ouço colibris, mesmo q eles não venham ou não estejam na minha varanda. Ainda assim, eu sempre ouço o canto dos pássaros e dou bom dia ao Sol.
Pollyanna é quem está certa. E viva o jogo do Contente :)

Ricardo Kersting disse...

Oi Simone..
Os seres são lutas sim e essas nada
iguais! Belíssimo poema prenhe de verdades muito grandes!
E um final inesperado..

Abraços

Glauco II disse...

amanhece esse amanhã

www.myspace.com/glaucoeotrem