sexta-feira, 8 de maio de 2009

Agonia de mãe

Ela reclama, bate pé, resmunga;
'pensa que é gente', eu digo.
E ela é.
Gente pequena, mas só de tamanho,
que a cabeça anda a mil,
e os pés não acompanham,
a não ser pra bater, impacientes,
quando quer o que não pode ter.
E eu cá, na minha eterna agonia,
não sei se o que faço é certo
não sei ao certo o que faço
não sei se desfaço o acerto
não sei se acerto o desfecho
nem se começo ou se disfarço
o que penso não saber
sobre como melhor conduzir
os meus/seus passos.
E compenso as ausências com risos
e cócegas e histórias deliciosas
ou silenciosos longos abraços.
Mas me sei insuficiente
(impotente?)
e isso acaba comigo...
Aos 9 segundos do dia 8 de maio de 2009
Para minha filha, nessa semana das mães

2 comentários:

Regiane"Carrie"Alencar disse...

Eu não sei e nem tenho como saber, mas acho q vc é uma ótima mãe!

Simone Aver disse...

kkkk.... obrigada, querida Re, tu és um amor de menina...rs... mil beijocas pra ti, amiga.