sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Se quiseres me ganhar

Há que teres a dose certa de inteligência
que inteligência se mede, sim,
com fita métrica de pensamento,
coerência e coesão, yang e ying.
Há que teres uma pitada de ironia
e um toque de antipatia
pra eu nunca vir a saber
se estás rindo de divertido
ou se me provocas por prazer.
Há que teres uma depressão contida
e um fundo de tristeza, no olhar;
gostar de arte, criança e mar,
e inventar rimas, fingindo poetar.
Há que teres disponível
muito tempo para o estudo
e disposição dobrada
pra me ensinares tudo.
Há que seres humildemente orgulhoso
e orgulhosamente sutil.
Há que teres no nome
um recheio oblíquo
e que no peito te palpite
um mais que bom coração.
Se quiseres me ganhar...
09.10.2009 - 20h18min

6 comentários:

Ricardo Kersting disse...

Nossa!!! Acabas de reduzir drástica e definitivamente o número de candidatos nacionais e estrangeiros... Se era esse o teu objetivo, posso dizer que conseguiste 110%...No caso de nosotros cucarachas o efeito foi somente comparável ao da bomba de Hiroshima...
Legal!!!!
Beijos...

Simone Aver disse...

kkkkkkkk... pois olhe, meu querido amigo Ricardo, a intenção foi exatamente essa... reduzir tanto a ponto de ficar O único candidato....rs... até porque, os outros são amigos queridos, que eu amo de paixão, mas são SÓ amigos..rs... Beijos, meu querido

Reis disse...

Somente uma sujeição trancendental será capaz e dotar um Ser que reuna todas essas características rssss. Além de ser infalivelmente sábio, tolerante, leal, devoto, submiso e, acima de tudo, versátil...rssss.. "se quiser te ter..."

Simone Aver disse...

HUMMMMMM.... meu querido Reis, devo dizer que risquei das virtudes por ti listadas, a 'devoção' e a 'submissão', porque não acho que elas caiam bem em alguém como esse SER (assim mesmo, com todas as letras maiúsculas..hehe). A submissão me incomoda deveras e a devoção soa por demais cega. Ambas não fazem, absolutamente, parte, do rol de adjetivos que combinam com o SER em questão. Quanto aos outros ítens, PERFEITOOOOOSSSS!!!!!(rs). Bjs

Brunno Soares disse...

mulher criteriosa...
moderna...
assim q tem q ser...
nos pise!
somos homens.

huaaa

Reis disse...

Amiga Si, tens razão em rejeitar os termos submissão e devoção como foram escritos...rsrsrs. Não consegui me expressar bem. Quando citei submissão foi no sentido de “docilidade à vontade”, uma vez que a vida é tracejada por valores distintos quanto à natureza, e seu valor. Empreguei o termo submissão como emoção, e não como um princípio. Já a devoção, também não inclusa nos predicados do “eleito”...rsrsrs... foi no sentido de expressar a soma da benquerença e deleite que deve estar presente no Amor que sentimos por outra pessoa... quem não deseja ser alvo de afeto? algo que nos faça contemplar com prazer?...