segunda-feira, 26 de abril de 2010

Insônia

E daí se daqui a pouco
o dia começado a pouco
pouco a pouco ameace
amanhecer de novo?

O silêncio arranca-me sossegos
virados em estrofes
que eu nem sabia escondidas
nos recônditos da alma.
Pergaminhos e frascos de tinta preta
nos achados e perdidos das letras
que me impedem de despedir.

E daí se meu sono não chega
e se já começam os primeiros passos
da passagem das horas que eu nem vi?

A quietude é boa amiga
inspiração cuidadosa
na exata medida
igualzinha aos teus suspiros
que eu ouço e bendigo.
Tu, minha vigília eterna.
Tu, meu amor sem fim.






26.04.2010 - 04h

2 comentários:

Blue Knight disse...

Deixe que eu corra atrás do sonho antes que o dia amanheça e ele não se torne mais realidade... Que o dia morra sem que minha musa o conheça, ou que alguém me acorde só por maldade.
Enquanto te velo sorrindo pela noite, sinto teu coração que bate forte no peito... Ofegante e cheio de desejos, que na esperança de encontrar os meus beijos, encontra no vazio o corpo meu.

1208茹宣dinoreale disse...

很用心的blog~很喜歡~願您一切順心 ....................................................