terça-feira, 24 de maio de 2011

Poder

S2


Instante castrado
retorno no galho distribuído
contornos indeléveis
laços de luzes criadas.
Abertura da janela confiada
no baú das mesmas tintas difusas.

Felpa na quina da hora.

Fora
os campos cobertos de flores.
Dentro
um sono não obtido.






24.05.2011 - 20h17min

Um comentário:

Fabricio Martines Alves disse...

Guria, parece que quando voce escreve voce está desenhando, seria proposital? O sono não obtido nos persegue,e os campos, amo os campos que almejamos.