domingo, 20 de janeiro de 2008

Trespassar

Que coisa é essa que atravessa minha poesia? Nenhum verso suficiente para descrevê-la nenhum verbo inventado ainda, para abarcá-la nenhum suspiro dado que a demonstre inteira. Que coisa é essa que atravessa minha poesia? Uma falta de ar de repente como se todo o oxigênio do mundo,não fosse, ardesse nas narinas e não preenchesse os pulmões, o sangue, a alma, as retinas. Que coisa é essa que atravessa minha poesia? A voz, o tom, o acerto, tamanho, forma, discernimento, doçura, rouquidão, argumento princípio de saudades inerentes consolos de verdades bem presentes contornos de frases conseqüentes. Que coisa é essa que atravessa minha poesia e a põe em alerta, corpo inteiro versificado em rimas ou não, em vocábulos de línguas diferentes, e de um só coração? Que coisa é essa que atravessa a minha poesia? Paixão. 20.01.2008 - 02h34min

Um comentário:

Spiral Out disse...

Palavras bonitas.. Sentidas, certamente..

bjo*