domingo, 23 de maio de 2010

A pedido

















23.05.2010 - 15h20min

7 comentários:

Anônimo disse...

UAU! Ainda estou tentando desvendar quem, afinal, é, SIMONE AVER. Onde ela se esconde? Por quais meios se pode chegar a ela? Quantas camadas de versos tem-se que atravessar, antes de tocar-lhe a alma? Que tipo de mulher vive nela?
Não conheço nenhuma dessas respostas. E creio que nem você as tenha.

Anônimo disse...

Quanto aos desenhos, são antigos, pois não? E parece terem sido feitos agora a pouco, tão bem se percebe sua mão neles. Há neles algo que não muda em você. Estou errado?

Ricardo Kersting disse...

Lindos desenhos Simone. A síntese presente em casa um deles como um acorde suave e constante.
Há umas cinco décadas Picasso foi arguido sobre a escassez de linhas em seus desenhos, ao que respondeu, "é bem mais difícil desenhar um rosto com apenas uma linha do que com mil". Parece que aprendeste bem a lição do mestre hein?
E a nova produção?
Beijos...

Simone Toda Poesia disse...

ahahahahahah... aguarde e confie, Kersting... estou preparando a Série II das Mulheres Sem Rosto...rs...
Ver meus desenhos e citar Picasso é quase heresia, meu amigo...kkkkk
Mesmo assim, sinto-me orgulhosa. Obrigada pela generosidade.

Beijos

冠廷 disse...

喜歡看大家的文章,每篇都是一個故事,都是一種心情~~祝大家開心愉快 ........................................

Simone Toda Poesia disse...

Anônimo

Não sei especificar, sinceramente, se algo realmente muda em mim, ou se permanece sempre o mesmo. Talvez tenhas razão, e talvez não...rs... Como vês, não faço a menor ideia da resposta que esperas. E mesmo que esperasses uma afirmativa, sinto te frustrar, pq não posso afirmar nem que sim, nem que não. Muito menos que talvez...rs

Quanto a encontrar a verdadeira SIMONE AVER, nos esconderijos onde ela se protege, desista. Nem eu a alcanço...rs... As camadas de versos impedem até minha própria entrada. Imagina a de estranhos...rs...
Tens razão, eu também não tenho essas respostas. Resta nos contentarmos, todos, com os versos, as fotos, os desenhos. Talvez a mulher seja só um amontoado de cicatrizes...rs...

Obrigada pelos comentários e por acompanhar o blog.

Saudações poéticas.

Marcello disse...

Lindos os seus desenhos. São você!