segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Movimento

Uma janela aberta. Um vento forte. Pronto, foi-se a cortina presa num raio de sol. Uma porta aberta. Um vento norte. Pronto, foi-se a menina solta num raio de sol. Um sonho aberto. Uma brisa leve. Pronto, veio a saudade na carona de um suave raio de sol.... 11.02.2008 - 03h11min

Um comentário:

martha barbosa disse...

A poesia é realmente bela quando toca na alma. ORFANDADE, é assim, ficamos nus, quando lemos, ficamos calados, suados e com um pouquinho do teu riso no canto da boca