sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Templo

Trancafiadas as asas
debatem-se as nuvens
as novas abandonam as férias
e os eclipses voejam
por entre as fibras dos dias.
Assentam as reentrâncias
as instâncias pacificam
as feridas cicatrizadas.

Um ninho vazio
é uma aventura começada...



27.08.2010 - 23h30min

2 comentários:

Fabricio Martines Alves disse...

Pensarei um pouco mais, lerei mais duas vezes. Sinto que foi libertada, nãos e aprisione de novo guria...bjs.

Marcello disse...

"Um ninho vazio
é uma aventura começada..."

A vida toda é uma aventura. Abrir os olhos pela manhã é uma aventura. E vc transforma essas coisas aparentemente corriqueiras, na mais leve poesia.

Não nos prive mais de suas belezas. Divida conosco as visões que fazem de vc alguém raro.


Beijos


Cello